domingo, 13 de fevereiro de 2011

surpresa

Há coisas que permanecem intactas, tal como algumas amizades de longa data.
"Surpresa", gritaram em coro, enquanto dos seus sorrisos brotava uma cumplicidade única, perfeita.
A nossa inocência sabe tudo.
Ao longo do tempo, enquanto crescemos, houve muito que se perdeu, os nossos caminhos rectos e simples, tornaram-se dificeis encruzilhadas com várias bifurcações e aprendemos que é preciso escolher.
Apesar disso, ainda que com algumas escolhas erradas que me fizeram caír, percebi que houve alguns olhares atentos à minha caminhada, com uma mão sempre pronta e um abraço desperto para me acolher.
Hoje percebo que a amizade é um tesouro, como antiguidade consagrada, cada vez mais valioso com o tempo que passa.
Permanecemos, com os mesmos sorrisos alinhados pela felicidade de mais um reencontro.
E são estas pequenas grandes coisas que nos fortalecem, depois de violentas quedas, para esquecer os joelhos esfolados e desbravar novo caminho.
Hoje percebo que a distância física é o que menos importa, porque na verdade estamos juntas em cada momento que a memória faz guardar e permanecer..
Percebo que indissociavelmente estamos ligadas, e que é algo tão forte, uma amizade tão verdadeira e uníssona que é impossivel separar.
Sorrio, e recebo a surpresa como uma dádiva que sem dúvida foi capaz de iluminar um dia cinzento.
Recebo uma amizade capaz de direccionar o meu caminho e que permanece...

Sem comentários:

Enviar um comentário