sexta-feira, 1 de abril de 2011

Busca

Quiseste te soltar, Num fraco brilho tímido Em vontade no tempo húmido, Mas o mal não para de voltar. É chover ou não chover. Da multidão apressada Perdes-te no fluxo E o teu braço eu puxo, Mas continuas calada E agora chove sobre nós. Enches com lágrimas uma colher, Confunde-los com esta tempestade Num mundo de tão pouca bondade, Numa ânsia incansável de poder. São as lágrimas dos anjos! Absorves a chuva em ti; A água escorre-te pelo coração E agora pelos olhos sem razão. Porque já não chove aqui, Já podes dançar. Filha querida dança à vontade, Deixa cair despreocupada a sombrinha, Fica feliz, é o regresso da andorinha. Nós te contemplamos em humildade. É brilhar ou não brilhar! Charles James Bass and Daisy Wedge

3 comentários: